Última hora

Em leitura:

Iraque: UNICEF alerta que Daesh estar a utilizar as crianças como combatentes

mundo

Iraque: UNICEF alerta que Daesh estar a utilizar as crianças como combatentes

Publicidade

A UNICEF alerta que o autoproclamado Estado Islâmico pode forçar as crianças das cidades que controla no Iraque a combater e pede mais proteção, por parte das forças do país.

O representante da agência das Nações Unidas no Iraque, Peter Hawkins, afirma que pelo menos 20 mil crianças continuam na cidade de Fallujah reféns do Daesh.

Estima-se que a cidade, de maioria sunita, a cerca de 50 quilómetros a oeste de Bagdade, albergue, ainda, mais de 50 mil civis.

Apoiados por bombardeamentos aéreos dos Estados Unidos da América e por milícias xiitas, as forças iraquianas iniciaram uma ofensiva militar, no dia 23 de maio, para conquistar o bastião jihadista.

“As forças antiterrorismo continuam a avançar em direção aos alvos para libertar toda a cidade de Fallujah das mãos do grupo Estado Islâmico. Se Deus quiser, as nossas tropas estão determinados a libertar toda a cidade’, afirma o tenente Muhand al-Tamimi, comandante do primeiro regimento das forças antiterrorismo do Iraque.

Em comunicado, a UNICEF acusou, ainda, o grupo Estado Islâmico de estar a utilizar os civis como escudo humano, durante os combates com o exército iraquiano.

Fallujah foi a primeira cidade iraquiana a ficar sob o controlo do Daesh em janeiro de 2014.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte