Última hora

Última hora

Em leitura:

Safaris artísticos em África: uma forma alternativa de viajar


le mag

Safaris artísticos em África: uma forma alternativa de viajar

Os safaris artísticos são uma forma alternativa de viajar.

Recentemente, um grupo de artistas do Reino Unido percorreu a Namíbia para desenhar animais selvagens. Estar mesmo ao lado das chitas ou guepardos é um dos pontos fortes da viagem.

Mary-Anne Bartlett é professora de pintura e organiza safaris artísticos há vários anos.

“Quando fazemos um esboço, captamos um momento específico. Passamos a fazer parte do habitat e os animais aproximam-se de nós. É uma sensação fantástica porque não estamos a perseguir o animal”, contou a responsável.

A viagem dos artistas inclui uma etapa para contemplar rinocerontes, em Okapuka, a meia hora da capital.

“Li algures que quando estamos sentados, tranquilamente, a desenhar um animal podemos ver a alma dele. Fiquei sentada 20 ou 30 minutos a desenhar um rinoceronte. Penso que é verdade que podemos ver a alma dos animais”, sublinhou Fran Williams, uma das artistas do grupo.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Festival de Luzes em Sydney inspirado nos povos aborígenes da Austrália

le mag

Festival de Luzes em Sydney inspirado nos povos aborígenes da Austrália