Última hora

Cheias matam em França e na Alemanha

Nem Paris foi poupada à subida das águas.

Em leitura:

Cheias matam em França e na Alemanha

Tamanho do texto Aa Aa

Na Europa Central, o verão está à porta, mas o mau tempo não dá tréguas.

allviews Created with Sketch. Point of view

"Há um ano, fizemos obras de renovação e agora ficou tudo outra vez completamente destruído."

Habitante de Simbach am Inn

Na Baviera (Alemanha), as cheias dos últimos dias já fizeram pelo menos quatro mortos. A maior tragédia aconteceu em Simbach am Inn, a 120 quilómetros de Munique, onde três mulheres foram encontradas mortas numa cave inundada. Não longe dali, em Julbah, foi encontrado o corpo de outra mulher, cuja casa ruiu.

“Temos grandes operações de limpeza e ainda lamentamos a morte de vários concidadãos. É muito triste”, diz um morador de Simbach. Outra habitante diz: “Já vivemos várias cheias, mas desta vez é pior. Há um ano, fizemos obras de renovação e agora ficou tudo outra vez completamente destruído”.

Há 56 anos que não chovia tanto em Paris

As cheias estão a atingir também a França. Os departamentos de Loiret e Loir-et-Cher, no centro do país, são os mais afetados, com zonas completamente alagadas.

As cheias não estão a poupar a zona da capital. O primeiro-ministro Manuel Valls visitou Souppes sur Loing, nos arredores de Paris, onde morreu uma mulher idosa, vítima das inundações: “Na Região Centro e aqui, na Île-de-France, como podem ver, a situação é muito difícil. Os serviços meteorológicos aconselham a máxima vigilância”, disse o governante.

As fortes chuvas dos últimos dias levaram partes dos rios Loire e Sena a transbordar. Nalgumas zonas, as cheias são as piores em cem anos. Maio foi o mês mais molhado na Grande Paris desde 1960.