Última hora

Em leitura:

Iémen: Rebeldes hutis protestam em Sanaa contra "cerco saudita"

mundo

Iémen: Rebeldes hutis protestam em Sanaa contra "cerco saudita"

Publicidade

Milhares de pessoas manifestaram-se esta sexta-feira na capital do Iémen, controlada pelos rebeldes hutis, para denunciar os ataques militares das forças sauditas.

O protesto decorre dois meses depois de Riade ter aceite uma frágil trégua na ofensiva contra as milícias xiitas, iniciada em Março do ano passado.

Segundo um manifestante:

“Nós decidimos descer às ruas para pedir ao mundo que rompa o cerco ilegal ao Iémen, contrário à trégua e que é uma nova faceta das agressões e massacres. Este cerco está a ser ignorado por todos apesar de representar uma tragédia para o povo iemenita”.

O protesto coincide com novos confrontos na cidade de Taiz, retomada em Março pela coligação militar saudita e as forças fiéis ao presidente Mansour Hadi.

O conflito, que já provocou a morte de 6.400 pessoas, é marcado por uma crise humanitária em várias regiões do país.

A ONU tinha denunciado na quinta-feira a responsabilidade dos dois campos na morte de 785 crianças (60% na sequência de ataques sauditas) e no recrutamento de mais de 762 menores durante o conflito (72% por parte dos rebeldes hutis).

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte