Última hora

China declara que não vai aceitar decisão do Tribunal de Haia em disputa com Filipinas

A China reiterou este sábado que não vai aceitar o arbítrio do Tribunal de Haia na disputa que mantém com as Filipinas relativamente ao Mar do Sul da China semanas antes do Tribunal Internacional se…

Em leitura:

China declara que não vai aceitar decisão do Tribunal de Haia em disputa com Filipinas

Tamanho do texto Aa Aa

A China reiterou este sábado que não vai aceitar o arbítrio do Tribunal de Haia na disputa que mantém com as Filipinas relativamente ao Mar do Sul da China semanas antes do Tribunal Internacional se pronunciar.

Numa declaração à margem de uma cimeira regional de segurança em Singapura, o Almirante do Exército de Libertação do Povo da China, Guan Youfei, afirmou: “De um modo simples, o caso de arbítrio vai para além da jurisdição do tribunal porque a disputa de território e de soberania não podem ser assunto sujeito a arbítrio. Assim, encaramos isto como ilegal e não participamos nem vamos aceitar.

O Secretário da Defesa americano, Ash Carter, emitiu um aviso sobre o comportamento provocatório da China, dizendo que a reclamação desta do território disputado de Scarborough Shoal terá consequências.

Os Estados Unidos sublinham a mensagem de que a decisão do Tribunal deve ser aceite e tida como obrigatória pelos países asiáticos, a China reforça a sua posição de que o tribunal não tem jurisdição sobre o caso e que os EUA pretendem apenas isolar a China.

Algumas acções de expansão sem precedentes por parte da China nesta questão, bem como no ciberespaço e no ar, criam preocupações acerca das intenções estratégicas, dizem os EUA.