Última hora

Em leitura:

Perú: Pablo Kuczynski - O "gringo elitista"

mundo

Perú: Pablo Kuczynski - O "gringo elitista"

Publicidade

Aos 77 anos, Pablo Kuczynski, mais conhecido por PPK, diz ter toda a energia necessária para presidir aos destino do Perú.

Economista, ex-banqueiro de Wall Street e funcionário do Banco Mundial, considera ter a experiência que o país precisa.

Para além da economia, tem também uma longa experiência política. Foi primeiro-ministro em 2005/2006, Tinha sido ministro da Energia nos anos 80 e depois da Economia, já nos anos 2000, sob a presidência de Alejandro Toledo.

Filho de pai alemão e de mãe franco-suíça estudou em Oxford e Princeton e mesmo flauta no Royal Collège of Music de Londres.

É um liberal que acredita no mercado livre, mas promete baixar os impostos e combinar investimentos públicos e privados, de forma a criar três milhões de empregos.

Durante a campanha não hesitou em marcar a diferença entre a sua herança política e a da sua adversária, como num debate em que disse a Keiko Fujimori:
“Lamentavelmente no governo do seu pai houve muita corrupção e isso é uma das razões pelas quais ele hoje está preso”.

O homem que escolheu um porco da índia como mascote de campanha tem vivido entre o Perú e os Estados Unidos. É primo do cineasta Jean-Luc Godard, é casado com uma americana, prima de Jessica Lange e tem uma imagem de gringo elitista no Perú, que o obrigou a renunciar à nacionalidade americana.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte