Última hora

Em leitura:

Crescem as tensões entre a NATO e a Rússia

mundo

Crescem as tensões entre a NATO e a Rússia

Publicidade

As tensões entre a NATO e a Rússia não pararam de aumentar por causa da presença crescente da Aliança Atlântica na região do Báltico.

Esta segunda-feira, chegou à Letónia uma caravana com 400 veículos militares dos Estados Unidos que vieram em marcha tática desde a Alemanha para mais exercícios da NATO na região.

A demonstração de força parece não ter impressionado a população, pelo menos a avaliar pela reação de um habitante que, exprimindo-se em russo, realçou a necessidade de “vivermos em paz (…) não são necessários tanques para nada” e que se o receio é de uma invasão da Rússia é necessário recordar que “com um par de mísseis não restará nada dos estados do Báltico”.

Os exercícios enquadram-se em manobras mais alargadas da NATO, que arrancaram também na vizinha Finlândia, o que provocou uma reação de desagrado do Kremlin. O ministro dos Negócios Estrangeiros alertou que irá “invocar o direito soberano da Rússia de assegurar a sua segurança com medidas adequadas aos riscos atuais”.

Serguei Lavrov não quis especificar que medidas Moscovo irá tomar. Mas, entretanto, a Rússia já arrancou com a construção de uma nova base do exército na região de Rostov, no sul do país, uma resposta aos planos da NATO de reforçar a sua presença na Polónia e nos estados do Báltico.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte