Última hora

Em leitura:

Assad aceita ajuda humanitárias em zonas cercadas

mundo

Assad aceita ajuda humanitárias em zonas cercadas

Publicidade

As Nações Unidas e as várias organizações humanitárias que trabalham na Síria têm luz verde, por parte do governo de Bashar el-Assad, para entregar ajuda humanitária em todas as localidades cercadas.

No entanto, o enviado especial da ONU à Síria já disse que isto não significa uma ajuda imediata. Várias zonas da Síria estão a viver uma crise humanitária, na altura em que começa o mês sagrado do Ramadão. As condições impedem a população de cumprir o tradicional jejum.

“Sabemos bem que aprovação não significa entrega. Há várias ações que têm de ser tomadas entre uma coisa e outra, incluindo não sermos parados num bloqueio de estradas ou de nos retirarem os medicamentos”, disse Staffan de Mistura. O diplomata salienta a necessidade urgente de entregar comida e medicamentos às zonas cercadas. A região de Alepo está a ser alvo de um cerco e de uma ofensiva por parte das tropas governamentais sírias.

De Mistura diz também que as negociações de paz em Genebra só vão ser retomadas quando todas as partes aceitarem um acordo de princípio para a criação de um governo de transição.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte