Última hora

Em leitura:

Violência e pilhagens na Venezuela

mundo

Violência e pilhagens na Venezuela

Publicidade

Um grupo de deputados da oposição venezuelana foi atacado ao tentar entrar na sede da comissão eleitoral para exigir avanços no processo de convocação de um referendo para destituir o presidente Nicolas Maduro.

O confronto aconteceu quando um grupo de apoiantes de Maduro se opôs aos cerca de 70 deputados que se dirigiam à autoridade eleitoral, no centro de Caracas.

Julio Borges, líder da oposição foi agredido com uma barra metálica.

“Tudo aquilo que estamos a pedir é o direito, que está na constituição, de realizar um referendo revogatório, está aqui no artigo 72. O referendo significa paz”, declarou Borges.

Também na capital venezuelana, dezenas de apoiantes da oposição, que exigem o referendo, entraram em confronto com as autoridades.

Os manifestantes, a maioria estudantes, tentavam chegar à Comissão Nacional de Eleições, mas foram impedidos pela polícia.

Os opositores acusam os dirigentes de arrastarem o processo num país que enfrenta a penúria de bens de primeira necessidade.

Prova disso são os saques protagonizados por dezenas de habitantes da zona leste de Caracas a camiões carregados de víveres.

O grito de fome ecoa nas manifestações antigovernamentais.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte