Última hora

Em leitura:

Venezuela retoma diálogo com EUA

mundo

Venezuela retoma diálogo com EUA

Publicidade

A Venezuela vai retomar o diálogo com os Estados Unidos da América. O anúncio foi feito pelo presidente venezuelano, Nicolas Maduro.

O socialista quer que o diálogo se faça “com respeito” e “sem imposições”.

Os dois países cortaram as relações diplomáticas em 2010.

Horas antes, Caracas acusava os Estados Unidos de ingerência nos assuntos internos, depois do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, ter afirmado que a Venezuela deve “respeitar as próprias disposições constitucionais, nomeadamente através da organização de um justo e oportuno referendo”, que visa a destituição do chefe de Estado, cada vez mais impopular devido à grave crise económica que o país enfrenta.

Maduro enfrenta a ameaça de um processo de referendo com vista à sua deposição, lançado pela oposição.

Durante esta terça-feira, Caracas foi palco de manifestações contra e a favor do governo chavista.

Professores e sindicatos da rede do sistema nacional de ensino saíram às ruas manifestando o apoio a Nicolas Maduro. Nas últimas semanas, o Executivo tem tentado mobilizar as bases do Partido Socialista Unido da Venezuela, com o objetivo de evitar o referendo que pode ditar a destituição do presidente.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte