Última hora

Em leitura:

Ex-patrão da Volkswagen investigado por manipulação do mercado

empresas

Ex-patrão da Volkswagen investigado por manipulação do mercado

Publicidade

Martin Winterkorn é um dos antigos dirigentes da Volkswagen na mira da justiça alemã.

Nas vésperas da assembleia-geral de acionistas, o regulador financeiro alemão, BaFin, apresentou queixa contra o antigo Conselho de Administração por possível manipulação do mercado, relacionada com o escândalo de falsificação dos dados das emissões poluentes.

A procuradoria abriu um inquérito a dois dirigentes. Um deles o ex-patrão do grupo, Martin Winterkorn. O segundo nome não foi revelado. Segundo a agência Reuters, tratar-se-á de Herbert Diess, o atual chefe da marca Volkswagen.

As autoridades judiciais dizem ter indícios de que deveriam ter informado os reguladores sobre possíveis consequências financeiras antes de 22 de setembro de 2015, a data em que o grupo admitiu publicamente a manipulação.

O ex-patrão do grupo, que se demitiu em setembro de 2015, estaria ao corrente do caso desde maio de 2014.

O grupo Volkswagen reagiu às notícias. Num comunicado o fabricante automóvel diz que “com base nas informações disponíveis, não houve violações graves e manifestas por parte de qualquer serviço ou ex-membros do Conselho de Administração”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte