Última hora

Em leitura:

Jo Cox morreu por causa de convicções políticas, diz marido

mundo

Jo Cox morreu por causa de convicções políticas, diz marido

Publicidade

A deputada britânica, Jo Cox, que morreu assassinada uma semana antes do referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia morreu por causa das suas convicções políticas.

Quem o diz é o marido, Brendan Cox. “Ela era uma política e tinha convicções políticas muito fortes. Acredito que ela foi assassinada por causa dessas convicções. Penso que morreu por causa disso, ela gostaria de estar na linha da frente por essas convicções, mesmo após morrer, tanto quanto fez em vida. Ela estava particularmente preocupada – falávamos sobre isto regularmente – estava particularmente preocupada, sobre a direção, não só do Reino Unido, mas globalmente, a direção da política neste momento, particularmente sobre a criação de divisões e sobre jogar com os piores medos das pessoas, em vez de se centrarem nos melhores instintos delas”, explicou.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte