Última hora

Última hora

Brexit: Defensores da permanência evidenciam as vantagens da União Europeia

David Cameron aproveitou o último dia da campanha para apelar para a continuidade do Reino Unido na União Europeia.

Em leitura:

Brexit: Defensores da permanência evidenciam as vantagens da União Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

David Cameron aproveitou o último dia da campanha para apelar para a continuidade do Reino Unido na União Europeia. O primeiro-ministro britânico evidenciou que o país é mais forte e está mais seguro pertencendo ao bloco europeu. Cameron sublinhou, ainda, que a decisão do referendo será definitiva.

allviews Created with Sketch. Point of view

"Votem pelos empregos, votem pelos direitos no trabalho, votem pelo nosso Sistema Nacional de Saúde, votem para continuarmos na União Europeia."

Jeremy Corbyn Líder do Partido Trabalhista

“Esta votação… Se sairmos, é irreversível. Se se saltar de um avião não se pode escalar de novo para a cabina do avião. Esta é uma escolha, não apenas para este Parlamento, nos próximos cinco anos, nos próximos 10 anos… É a escolha de uma vida para as pessoas no nosso país, especialmente, para os jovens”, afirma o governante.

O líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, aproveitou as últimas horas antes do escrutínio reforçar, na mente dos britânicos, as vantagens do Reino Unido pertencer ao grupo dos 28. “Façam o que é melhor para o nosso povo. Votem pelos empregos, votem pelos direitos no trabalho, votem pelo nosso Sistema Nacional de Saúde, votem para continuarmos na União Europeia”, apelou.

Do norte vem o aviso: caso os britânicos votem para sair da União Europeia, a Escócia vai voltar a realizar um referendo que pode levar à saída do país do Reino Unido.

“Eu quero um resultado “Permanecer” em todas as partes do Reino Unido e em todo o Reino Unido. É isso que espero estarmos a festejar na sexta-feira. O nosso manifesto, embora para a eleição escocesa, no mês passado, disse que se a Escócia enfrentar a perspetiva de ser retirada da União Europeia contra a nossa vontade, tendo votado para permanecer então, é claro, o parlamento escocês deve ter o direito de propor um segundo referendo”, avisa a primeira-ministra da Escócia Nicola Sturgeon.

São várias a personalidades a defenderam a permanência do Reino Unido na União Europeia. Como é o caso de David Beckham.

As urnas abrem, esta quinta-feira, em todo o Reino Unido às 7 horas da manhã e encerram às 22 horas.

Espera-se que a totalidade dos votos esteja contabilizada ao início da manhã de sexta-feira, altura em que o mundo vai descobrir se o Reino Unido permanece ou sai da União Europeia.