Última hora

Em leitura:

David Cameron e John Major juntos em campanha pela permanência na UE

mundo

David Cameron e John Major juntos em campanha pela permanência na UE

Publicidade

Falta muito pouco para o referendo no Reino Unido. O antigo primeiro-ministro britânico, John Major, juntou-se a David Cameron, em Bristol, no final da campanha, para defender a permanência na União Europeia.

O atual chefe do executivo foi o primeiro a apresentar os seus argumentos. Ficar na UE significa um país mais forte, mais seguro e mais viável, economicamente:

“Mais fortes porque se sairmos o nosso país e a nossa capacidade de fazer as coisas, em termos globais, vai ficar diminuída. Mais seguros, porque para lutar contra o terrorismo, a criminalidade e as mudanças climáticas é melhor estamos juntos e porque precisamos de acesso a esse mercado de 500 milhões de pessoas que cria emprego e investimento, os meios de subsistência de que o nosso país e as nossas famílias precisam”, explicou Cameron.

John Major recuperou a recente polémica sobre a Turquia, a questão da adesão à União Europeia e a problemática de emigração, usada scomo argumento pelos defensores do Brexit:

“A Turquia negoceia há 30 anos a adesão, não acredito que o consiga em uma ou duas décadas, talvez nunca o consiga. Mas mesmo que consiga, nós não fazemos parte do espaço Schengen e mesmo que façamos, num futuro distante, é absurdo sugerir que os 77 milhões de turcos vão, subitamente, dizer: “Vamos todos o Reino Unido!” – brincou Major.

A trágica morte da deputada do Partido Trabalhista, Jo Cox, terá feito virar o jogo. A vantagem, pequena, estará agora do lado dos que querem permanecer na União Europeia.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte