Última hora

Em leitura:

Princesa das Astúrias destaca ambiente e distingue UNFCCC e o Acordo de Paris


Espanha

Princesa das Astúrias destaca ambiente e distingue UNFCCC e o Acordo de Paris

A Fundação Princesa das Astúrias distinguiu este ano, em Oviedo, Espanha, na categoria de Cooperação internacional, dois compromissos escritos como premiados: a Convenção-Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas (UNFCCC, na sigla original em inglês) e o Acordo de Paris resultante da recente COP21, a cimeira ambiental da ONU realizada em dezembro na capital francesa.

O júri decidiu a entrega deste sétimo dos oitos prémios Princesa das Astúrias pelo trabalho “de mais de duas décadas com o objetivo de reduzir a influência humana no aumento da temperatura na Terra”. “O júri reconheceu como um momento histórico o acordo alcançado em dezembro de 2015, em Paris, no qual 195 países se comprometeram finalmente a alcançar um modelo de desenvolvimento universal que reduza progressivamente as emissões de gases tóxicos”, explicou o presidente do júri, Marcelino Oreja.

Os dois diplomas distinguidos sucedem-se à Wikipédia, eleita no ano passado nesta mesma categoria, para a qual havia agora 27 candidaturas oriundas de 14 países, incluindo Portugal, onde o ex-presidente Mário Soares, em 1995, e a Universidade de Coimbra, em 1986, já haviam sido também galardoados com este mesmo prémio para a Cooperação internacional.

Entre os favoritos do júri à distinção deste ano, alguma imprensa espanhola garantia estarem a convenção ambiental das Nações Unidas e a Estação de Ajuda a Migrantes em Mar Aberto, a MOAS. A distinção acabou por ser partilhada pela Convenção-Quadro da ONU e pelo Acordo de Paris, um género de “filho” da primeira.

A UNFCCC é um tratado ambiental internacional colocado para ratificação na Cimeira do Planeta realizada em 1992 no Rio de Janeiro, Brasil, e posta em prática dois anos depois.

A Convenção-Quadro da ONU deu origem a conferências anuais das partes integrantes (COP) sobre o ambiente, com especial enfoque nas implicações no planeta das alterações climáticas.

A COP21, a conferência ambiental da ONU realizada no final do ano passado em Paris, França, a 11.a cimeira a integrar também os signatários do protocolo de Quioto para a redução das emissões de gases causadores do efeito de estufa, resultou num compromisso internacional, o chamado Acordo de Paris, também distinguido este ano em Oviedo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Sindicatos vão manifestar amanhã em Paris mas num percurso alternativo