Última hora

Em leitura:

Princesa das Astúrias destaca ambiente e distingue UNFCCC e o Acordo de Paris


Espanha

Princesa das Astúrias destaca ambiente e distingue UNFCCC e o Acordo de Paris

A Fundação Princesa das Astúrias distinguiu este ano, em Oviedo, Espanha, na categoria de Cooperação internacional, dois compromissos escritos como premiados: a Convenção-Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas (UNFCCC, na sigla original em inglês) e o Acordo de Paris resultante da recente COP21, a cimeira ambiental da ONU realizada em dezembro na capital francesa.

O júri decidiu a entrega deste sétimo dos oitos prémios Princesa das Astúrias pelo trabalho “de mais de duas décadas com o objetivo de reduzir a influência humana no aumento da temperatura na Terra”. “O júri reconheceu como um momento histórico o acordo alcançado em dezembro de 2015, em Paris, no qual 195 países se comprometeram finalmente a alcançar um modelo de desenvolvimento universal que reduza progressivamente as emissões de gases tóxicos”, explicou o presidente do júri, Marcelino Oreja.

Os dois diplomas distinguidos sucedem-se à Wikipédia, eleita no ano passado nesta mesma categoria, para a qual havia agora 27 candidaturas oriundas de 14 países, incluindo Portugal, onde o ex-presidente Mário Soares, em 1995, e a Universidade de Coimbra, em 1986, já haviam sido também galardoados com este mesmo prémio para a Cooperação internacional.

Entre os favoritos do júri à distinção deste ano, alguma imprensa espanhola garantia estarem a convenção ambiental das Nações Unidas e a Estação de Ajuda a Migrantes em Mar Aberto, a MOAS. A distinção acabou por ser partilhada pela Convenção-Quadro da ONU e pelo Acordo de Paris, um género de “filho” da primeira.

A UNFCCC é um tratado ambiental internacional colocado para ratificação na Cimeira do Planeta realizada em 1992 no Rio de Janeiro, Brasil, e posta em prática dois anos depois.

A Convenção-Quadro da ONU deu origem a conferências anuais das partes integrantes (COP) sobre o ambiente, com especial enfoque nas implicações no planeta das alterações climáticas.

A COP21, a conferência ambiental da ONU realizada no final do ano passado em Paris, França, a 11.a cimeira a integrar também os signatários do protocolo de Quioto para a redução das emissões de gases causadores do efeito de estufa, resultou num compromisso internacional, o chamado Acordo de Paris, também distinguido este ano em Oviedo.

Sindicatos vão manifestar amanhã em Paris mas num percurso alternativo

França

Sindicatos vão manifestar amanhã em Paris mas num percurso alternativo