Última hora

Em leitura:

Brexit: medos e promessas europeias

mundo

Brexit: medos e promessas europeias

Publicidade

O jornal alemão Bild promete reconhecer um golo inglês na final de Wembley do mundial de 1966 e deixa de fazer piadas sobre as orelhas do príncipe Carlos se o Reino Unido ficar na União Europeia.

Promessas irónicas mas que espelham o sentimento da imprensa alemã.

Mas se os britânicos sairem, não é o fim. René Pfister, editor do jornal ‘Der Spiegel’, explica.

“Se o Reino Unido de facto sair, então acho que Merkel agarraria a liderança do movimento que, por um lado lamenta o chamado Brexit, mas que por outro não dá como certo o fim da União Europeia e que luta pelo projeto europeu.
Este movimento diria que as consequências do Brexit seriam mínimas. A estratégia seria a de encorajar”, diz.

Em França, como noutros países, há também entre algumas pessoas o sentimento de que o Reino Unido deve ficar, mas que não é o fim do mundo se o Brexit de facto acontecer.

“Temos motivos a favor e contra. Penso que o Reino Unido sempre beneficiou um pouco da União Europeia. Portanto, se eles se forem talvez não seja assim tão mau. Por outro lado, eles fazem parte da Europa, mesmo com os americanos a dizer para eles ficarem, será melhor para eles ficarem, até porque é um compromisso para muito muito muito tempo. É uma escolha crucial”, revela um francês.

A imprensa gaulesa faz capa com o dia ‘D’ britânico.

O resultado é uma incógnita.

“Goodbye ou we remain”? O mundo inteiro tem os olhos postos nos britânicos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte