Última hora

Em leitura:

Presidentes israelita e palestiniano de costas voltadas em Bruxelas

A redação de Bruxelas

Presidentes israelita e palestiniano de costas voltadas em Bruxelas

Publicidade

Bruxelas poderia ter sido o local para o primeiro encontro entre os presidentes de Israel e da Autoridade Palestiniana, que visitarem as instituições europeias na mesma altura.

Mas os esforços levados a cabo por alguns altos funcionários europeus não foram suficientes, na versão do Presidente israelita.

Reuven Rivlin disse que “estava disposto a aceitar a iniciativa dos representante da União Europeia para organizar uma reunião entre mim e o Presidente Abbas, que também está de visita a Bruxelas no mesmo dia. Infelizmente fui informado que ele rejeitou tal reunião. Não seremos capazes de criar confiança entre nós, se não começarmos a falar diretamente”.

Contudo, o próprio Rivlin tinha criticado uma proposta recente do governo francês para que as duas partes em conflito retomassem conversações diretas no final do ano, dizendo que “falar por falar” não conduz a resultados.

Por seu lado, o Presidente da Autoridade Palestiniana não se pronunciou sobre a tentativa de organizar um pequeno encontro em Bruxelas, mas apoia a proposta do executivo de Paris.

Mahmoud Abbas afirmou que “confirmamos o nosso apoio à iniciativa francesa, que vai durar até o final do ano, com a organização de uma conferência internacional, que permite criar as bases para as negociações”.

Estas visitas fazem parte dos esforços de mediação do chamado Quarteto, composto pela União Europeia, ONU, Estados Unidos e Rússia, sendo que o grupo deverá divulgar dentro de dias um relatório sobre a situação naquela zona do Médio Oriente.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte