Última hora

Em leitura:

Conservadores e Reformistas Europeus celebraram o Brexit

A redação de Bruxelas

Conservadores e Reformistas Europeus celebraram o Brexit

Publicidade

Num hotel em Bruxelas, a formação Conservadores e Reformistas Europeus celebrou a saída do Reino Unido da União Europeia num pequeno-almoço que reuniu estes eurodeputados, eurocéticos e anti-federalistas.

O líder do grupo, Syed Kamal, disse à euronews que “a União Europeia não pode continuar como até agora, tem de fazer reformas. Algumas pessoas disseram que era apenas uma minoria, que ninguém acreditava que isto ia acontecer. Mas mostrámos que se devia perguntar ao povo britânico: ambos os lados puderam apresentar os seus argumentos. Os britânicos decidiram votar a favor da saída e esse é um importante sinal de alarme”.

Nas primeiras horas da manhã, as ruas junto ao Parlamento Europeu ainda estão pouco movimentadas, mas as opiniões ouvidas pela euronews mostram algum desalento.

“Agora é muito importante manter todos os países juntos. Penso que não seria nada bom que mais países tentassem sair da União Europeia”, disse um transeunte.

“Sinceramente, penso que os britânicos vão ser os mais afetados, mas foi a escolha que fizeram. Agora têm de assumir as consequências. Mas penso que eles fizeram um grande erro”, disse outro.

Este é apenas o princípio de uma nova era, como refere o correspondente da euronews em Bruxelas, Sándor Zsíros: “Há algum tempo que se falava em Bruxelas sobre a possibilidade da saída do Reino Unido, mas ainda assim muitos estão surpreendidos com o resultado do referendo. Uma coisa é certa: a União Europeia entrou agora numa fase sem precedentes”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte