Última hora

Em leitura:

Praças financeiras reagem ao Brexit

mundo

Praças financeiras reagem ao Brexit

Publicidade

Em Londres, a reação ao resultado do referendo britânico a favor da saída da União Europeia já se faz sentir.

O índice FTSE abriu em queda recuando mais de 500 pontos, o equivalente a mais de 8%.

O setor bancário foi particularmente atingido com o Barclays e RBS a perderem 25% do seu lavor.

Nos mercados cambiais a libra esterlina caiu igualmente para níveis não vistos desde 1985. A dada altura, a moeda britânica chegou mesmo a perder mais de 10% do seu valor para estabilizar em torno dos 8,5%.

Relativamente ao euro, a libra perdeu cerca de 7%. O euro por sua vez recuou 3,3% face ao dólar, a maior queda desde a criação da moeda única europeia.

Na Alemanha, Franquefurte abria igualmente em queda.
O índice DAX abria a perder cerca de 10%. Em Paris movimento idêntico com um recuo de cerca de 8%.

Durante a noite os mercados asiáticos começaram a reagir à medida que os resultados do referendo iam sendo conhecidos.

Corretores em várias praças europeias afirmam que pelo menos dois bancos centrais teriam intervenido nos seus respetivos mercados cambiais.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte