Última hora

Praças financeiras reagem ao Brexit

Em Londres, a reação ao resultado do referendo britânico a favor da saída da União Europeia já se faz sentir.

Em leitura:

Praças financeiras reagem ao Brexit

Tamanho do texto Aa Aa

Em Londres, a reação ao resultado do referendo britânico a favor da saída da União Europeia já se faz sentir.

O índice FTSE abriu em queda recuando mais de 500 pontos, o equivalente a mais de 8%.

O setor bancário foi particularmente atingido com o Barclays e RBS a perderem 25% do seu lavor.

Nos mercados cambiais a libra esterlina caiu igualmente para níveis não vistos desde 1985. A dada altura, a moeda britânica chegou mesmo a perder mais de 10% do seu valor para estabilizar em torno dos 8,5%.

Relativamente ao euro, a libra perdeu cerca de 7%. O euro por sua vez recuou 3,3% face ao dólar, a maior queda desde a criação da moeda única europeia.

Na Alemanha, Franquefurte abria igualmente em queda.
O índice DAX abria a perder cerca de 10%. Em Paris movimento idêntico com um recuo de cerca de 8%.

Durante a noite os mercados asiáticos começaram a reagir à medida que os resultados do referendo iam sendo conhecidos.

Corretores em várias praças europeias afirmam que pelo menos dois bancos centrais teriam intervenido nos seus respetivos mercados cambiais.