Última hora

Em leitura:

Brexit: Jornalistas europeus destacam incerteza da Cimeira extraordinária

A redação de Bruxelas

Brexit: Jornalistas europeus destacam incerteza da Cimeira extraordinária

Publicidade

Centenas de jornalistas estão em Bruxelas para a acompanhar a Cimeira extraordinária sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. A correspondente da euronews, Efi Koutsokosta lembra que “há muitos meses que não se juntavam aqui nesta sala em Bruxelas tantos jornalistas de toda a Europa. No verão do ano passado a ameaça era a do “Grexit”, mas desta vez é a realidade do “Brexit” que os traz aqui outra vez. Vamos ouvir o que têm para dizer.

“Na minha opinião, depois do Brexit parece os líderes europeus ficaram com uma porta aberta para outro mundo”, afirma Maria Psara, jornalista grega do jornal “Ethnos”.

Rik Winkel é um jornalista holandês e acredita que os responsáveis europeus não estão a ter noção do grande desafio que têm pela frente. “O que estão a fazer os países da União Europeia que normalmente têm uma boa margem para negociar? Estão a discutir entre eles que vai liderar as negociações: será a Comissão, será o Conselho, será a Comissão controlada pelo Conselho…desta forma enfraquecem a posição perante os britânicos”, defende o jornalista do ‘Het Financeele Dagblad’ de Amesterdão.

Os jornalistas britânicos estão agora mais preocupados com a crise política interna. Bruno Waterfield trabalha para o “The Times” e acredita que “as pessoas estão muito mais preocupadas com o que está a acontecer dentro do país, com o caos político. Ninguém está muito preocupado com o que se está a dizer em Bruxelas, há grandes questões a ser resolvidas no Reino Unido”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas