Última hora

Em leitura:

Colômbia luta pela paz

mundo

Colômbia luta pela paz

Publicidade

O ELN, Exército de Libertação Nacional, é um grupo de guerrilha inspirado pela revolução cubana, e representa um último obstáculo para acabar com mais de 50 anos de guerra na Colômbia.

A 30 de março foi anunciado que estavam em curso negociações secretas entre o ELN e o Governo colombiano, mas nada avançou desde então.

Os rebeldes recusam-se a qualquer gesto unilateral, enquanto o Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, exige que o ELN comece por renunciar aos sequestros.

Em maio, o rapto de três jornalistas, que ficaram em cativeiro durante vários dias, agravou a imagem negativa do ELN. Ao continuar com os sequestros, os guerrilheiros tornaram-se o principal alvo do exército colombiano, após as FARC terem assinado com o Governo colombiano (a 23 de junho) um acordo de “cessar-fogo e desarmamento, que coloca um fim às hostilidades bilaterais”.

Assinado em Havana, após três anos de negociações em Cuba, o acordo é um passo histórico rumo à paz definitiva, porque as FARC são, sem dúvida, o maior oponente militar interno do Estado colombiano.

A sociedade colombiana reconhece a importância do acordo alcançado e, com emoção e alívio, fez a festa em Bogotá.

Mas ainda há caminho a percorrer, como realça esta ativista pela defesa dos direitos humanos e da paz: “Eu nunca tinha ouvido uma única palavra sobre uma decisão política para a paz. Estou muito, muito feliz. Agora, só gostaria de saber que o ELN (Exército de Libertação Nacional), também vai participar. A Colômbia merece ser um país mais justo e em paz. “

As FARC são um dos vários grupos de guerrilha marxista na Colômbia. O conflito começou como uma revolta camponesa, em 1964, e transformou-se numa guerra civil que já provocou, pelo menos, 222.000 mortos e milhões de deslocados. Desde os anos 80, grupos paramilitares e traficantes de droga são, também, protagonistas do conflito.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte