Última hora

Em leitura:

Bangladeche: Matteo Renzi apela à união da comunidade internacional contra o terrorismo

mundo

Bangladeche: Matteo Renzi apela à união da comunidade internacional contra o terrorismo

Publicidade

O primeiro-ministro italiano condenou o ataque que matou 20 estrangeiros no Bangladeche.

Matteo Renzi apelou à união da comunidade internacional na luta contra o terrorismo.

“Os terroristas querem destruir o nosso modo de vida. Nós temos o dever de responder com ainda mais firmeza e determinação para defender os nossos valores. Juntamente com os outros países que foram afetados, o Bangladeche, o Japão, e todos os países da comunidade internacional que viveram experiências como aquela que vivemos hoje, vamos continuar a nossa luta, porque todos juntos, unidos, podemos afirmar uma ideia de civilização diferente daquela que, infelizmente, assistimos esta noite no Bangladeche”, conclui Renzi.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, partilha a consternação e condena o ataque que diz ser contra os valores da comunidade internacional. “Essas pessoas trabalharam muito para desenvolver o Bangladeche. Essas vidas inocentes foram ceifadas por esse terrorismo cruel e atroz. Estou muito indignado. Este é um desafio para os valores comuns, partilhados pela comunidade internacional. Nós condenamos fortemente o terrorismo”.

O ataque desta madrugada marca o escalar da violência que se verifica no Bangladeche, nos últimos meses.

Grupos radicais islâmicos têm agredido e assassinado estrangeiros, liberais, homossexuais e pessoas de outras religiões.

O governo do país decretou dois dias de luto nacional, em homenagem às vítimas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte