Última hora

Em leitura:

Bagdade: Vigília pelos mais de 200 mortos do atentado

mundo

Bagdade: Vigília pelos mais de 200 mortos do atentado

Publicidade

Em Bagdade, no distrito de Karrada, os residentes saíram às ruas para homenagear as mais de 200 vítimas mortais e os cerca de 185 feridos dos atentados, deste domingo, no centro da capital iraquiana.

Dois carros-armadilhados explodiram em duas movimentadas áreas comerciais. Uma tragédia que acontece no final do Ramadão e que chocou os habitantes da cidade:

“É assim que se celebra? … Celebramos sempre o fim do Ramadão. Isto é uma forma de celebrar? É este o fim do Ramadão que todos celebramos? As pessoas vieram comprar roupas para a festa. Agora estão a comprar caixões, caixões para os mortos. Que Deus puna os responsáveis”, desabafa um habitante.

O Primeiro-ministro iraquiano visitou um dos locais atingido pelos atentados. Haider al-Abadi, já ordenou alterações às medidas de segurança na capital. Entre elas o fim do uso de detetores falsos de engenhos explosivos, o aumento da coordenação entre as forças de segurança e a reorganização dos postos de controlo. O chefe do executivo decretou três dias de luto nacional.

O ataque, o que mais mortos fez este ano no país, foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico. A União Europeia reiterou, este domingo, o apoio ao governo iraquiano na luta contra o Daesh.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte