Última hora

Última hora

Alta-costura: as propostas celestes e futuristas de Iris Van Herpen

Em leitura:

Alta-costura: as propostas celestes e futuristas de Iris Van Herpen

Alta-costura: as propostas celestes e futuristas de Iris Van Herpen
Tamanho do texto Aa Aa

As técnicas de meditação orientais são a grande fonte de inspiração da nova coleção de alta-costura de Iris Van Herpen. As sonoridades tibetanas encheram a sala da Igreja do Oratório do Louvre. As mais recentes criações da estilista holandesa de 32 anos acabam de ser apresentadas em Paris.

Para mim, não se trata de sentar-se e meditar mas de encontrar paz nos afazeres do dia-a-dia, através do som. Tentei transmitir essa experiência ao público.

“Penso que há muita meditação no som. Para mim, não se trata de sentar-se e meditar mas de encontrar paz nos afazeres do dia-a-dia, através do som. Tentei transmitir essa experiência ao público hoje aqui presente”, disse Iris Van Herpen.

A estilista holandesa aposta nos tecidos plissados e na musselina. A paleta de cores vai do branco às tonalidades cinzas e minerais.

“Alguns dos vestidos são feitos de musselina muito leve e são impressos com linhas e plissados no próprio corpo, o que cria uma forma particular. As formas inspiram-se na cimática, no estudo das ondas, e na visualização dos sons”, explicou Van Herpen.

Para conseguir o efeito de volume, Iris Van Herpen utiliza a tecnologia laser. Mas, o método de trabalho da estilista holandesa de 32 anos integra também técnicas artesanais.

As propostas celestes e futuristas de Iris Van Herpen foram apresentadas, esta segunda-feira, na semana da moda de Paris.

Mais sobre Cult