Última hora

Em leitura:

Itália: Preso o assassino do imigrante nigeriano

mundo

Itália: Preso o assassino do imigrante nigeriano

Publicidade

A polícia italiana prendeu esta quinta-feira Amedeo Mancini, acusado de homícidio com premeditação do imigrante nigeriano Emmanuel Chidi Namdi.

Mancini terá morto Namdi a golpes de barra de ferro quando este quis defender a mulher dos insultos racistas do italiano. O imigrante entrou em coma irreversível acabando por falecer no hospital na quarta-feira.

As autoridades apuraram que na noite de 5 de julho Mancini insultou e agrediu a companheira de Namdi, Chinyery. O nigeriano reagiu derrubando o agressor, mas este levantou-se, deu-lhe um soco, atirou-o ao chão e bateu-lhe com uma barra de ferro até o deixar inconsciente. O incidente teve lugar em Fermo, no centro da Itália. Detido depois do crime, o suspeito esteve em liberdade até esta quinta-feira.

Namdi tinha 36 anos , entrou na Itália com Chinyery em setembro passado, depois de terem feito a travessia do Mediterrâneo. Ambos cristãos, fugiram do grupo fundamentalista Boko Haram, que terá morto familiares do casal.

Os dois viviam num seminário católico em Fermo, num centro de acolhimento da Caritas. O homícidio sensibilizou e sociedade italiana para um crescendo de racismo e xenofobia em reação à crise migratória. Em Fermo, cidade com 37 mil habitantes, quatro igrejas que acolhem migrantes requerentes de refúgio foram alvos de ataques com bombas artesanais entre fevereiro e maio deste ano.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte