Última hora

Em leitura:

"Swiss Army Man": uma meditação sobre a vida e a morte com Daniel Radcliffe no papel de morto

cinema

"Swiss Army Man": uma meditação sobre a vida e a morte com Daniel Radcliffe no papel de morto

In partnership with

“Swiss Army Man” é descrito como uma meditação sobre a vida e morte. A longa-metragem conta a história de um homem perdido no deserto, sem esperança, que encontra um corpo no meio do caminho. Determinado a tornar-se amigo do morto, o protagonista decide partir com ele numa viagem surrealista de regresso a casa. Daniel Radcliffe incarna o papel do morto.

“Não queria que ele fose um zombie. É apenas um homem mágico morto, a ideia era tentar perceber a identidade dele e, no início, a questão preocupou-me, mas, depois, um amigo disse-me algo muito interessante: ‘a personagem que desempenhas não existe, por isso não te podes enganar, só tens de encontrar algo interessante que seja consistente e credível”, contou o ator britânico.

“O filme retrata uma forma de solidão moderna e a aprendizagem das relações humanas. Às vezes, a vergonha impede-nos de sermos nos próprios. Pensamos que somos estranhos mas, na verdade, somos parecidos uns com os outros, até no nosso lado excêntrico. Gosto muito deste filme apesar de ele ser um pouco chocante. As pessoas vão ficar surpreendidas pelo facto de se identificarem com as personagens”, afirmou o ator Paul Dano.

“Swiss Army Man” tem exibição prevista em vários festivais de cinema e não tem estreia anunciada em Portugal.

Artigo seguinte