Última hora

Em leitura:

Governo alemão assinala redução das entradas de refugiados em 2016

mundo

Governo alemão assinala redução das entradas de refugiados em 2016

Publicidade

O governo alemão tenta virar a página sobre a crise dos refugiados ao anunciar uma diminuição da entrada de migrantes no país, nos primeiros seis meses do ano.

Segundo o ministro do Interior alemão, o país assistiu a cerca de 16 mil chegadas em Junho, um número mais de cinco vezes inferior aos 91 mil registados em Janeiro.

Uma diminuição saudada por Berlim como o reflexo do recente acordo migratório com a Turquia, e o encerramento da chamada rota migratória dos balcãs.

Segundo o ministro Thomas de Maizière:

“A implementação do acordo entre a União Europeia e a Turquia está a funcionar bem até agora, o que não garante que esta situação não possa alterar-se, assim como a situação na rota dos Balcãs que poderia piorar de forma significativa”.

O anúncio serve também para conter as críticas à “política de portas abertas” com que a Alemanha acolheu mais de um milhão de migrantes no ano passado.

Berlim afirma ter já aceite este ano 283 mil pedidos de asilo, mais de metade relativos a refugiados sírios (171.488), seguidos de afegãos (60.611) e iraquianos (56.540).

Em paralelo, Berlim anunciou a atribuição de 2500 bolsas escolares a refugiados instalados atualmente em campos na Turquia e na Jordânia, Líbano, Egito e Iraque.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte