Última hora

Em leitura:

China deverá confirmar abrandamento histórico da economia e deixa apelo

economia

China deverá confirmar abrandamento histórico da economia e deixa apelo

Publicidade

O crescimento económico da China deverá fixar-se no segundo trimestre deste ano nos seis virgula seis por cento. Uma décima abaixo do registado no trimestre anterior. A confirmar-se, será um recorde mínimo tendo em consideração os últimos sete anos.

Os dados oficiais deverão ser divulgados no decorrer desta semana. Aos do PIB, deverão juntar-se também os dados sobre o comércio chinês e a produção industrial, o investimento em ativos e as vendas a retalho.

A China deverá continuar a perder força na segunda metade deste ano e, na reunião informal de ministros da Economia do G20, já apelou a uma redução dos custos do mercado internacional e ao fim do protecionismo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte