Última hora

Em leitura:

Cérebro do ataque a escola paquistanesa morto em raide aéreo dos EUA

mundo

Cérebro do ataque a escola paquistanesa morto em raide aéreo dos EUA

Publicidade

O alegado cérebro do ataque a uma escola paquistanesa, que em 2014 provocou 150 vítimas mortais, foi morto num raide aéreo norte-americano no Afeganistão.

A morte de Umar Khalifa, líder do grupo terrorista Tarik Gidar, foi anunciada pelo exército paquistanês e confirmada pelo Pentágono. Outros quatro militantes foram mortos no ataque efetuado por um drone, no passado dia 9, que visava membros do auto denominado Estado Islâmico.

O grupo Tarik Gidar está ligado aos talibãs paquistaneses.

Em dezembro de 2014, um grupo de homens armados atacou uma escola em Peshawar, matando pelo menos 132 crianças e nove empregados.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte