Última hora

Em leitura:

#Euro2016: Sporting é o clube português que mais recebe da UEFA

Desporto

#Euro2016: Sporting é o clube português que mais recebe da UEFA

Publicidade

O Sporting vai receber da UEFA 1,1 milhões de euros pela cedência de jogadores à seleção de Portugal para o Euro2016 de futebol, sendo o clube dos novos campeões europeus com maior encaixe. O Benfica com dois jogadores, mas Renato Sanches a contabilizar apenas 32 dias, não chega aos 500 mil euros.

A convocatória de Rui Patrício, William Carvalho, Adrien Silva e João Mário (este últimos 3 visíveis na foto em cima, durante o jogo com a Croácia), quarteto titular na final de Saint-Denis com a França, faz do Sporting o clube mais representado na seleção portuguesa, com a UEFA a atribuir aos clubes uma diária na ordem dos 6.500 euros.


Entre 15 dias de preparação e os 28 de competição (de 14 de junho a 11 de julho), a contabilidade vale a cada jogador cerca de 279.500 euros. Os leões recebem a maior fatia, seguidos de Mónaco, Real Madrid e Southampton, cada com aproximandamente 559.000 euros pelos dois jogadores cedidos por cada emblema à seleção.

Os monegascos, os madridistas e os “saints” recebem um pouco mais do que meio milhão de euros pelas cedências. respetivamente, de Ricardo Carvalho e João Moutinho, Pepe e Cristiano Ronaldo, Cédric Soares e José Fonte. Já o Benfica e o Fenerbahçe, que transferiram antes do final do Euro2016 Renato Sanches e Bruno Alves e Nani, têm as suas ‘contas’ encurtadas e divididas pelos destinos dos jogadores a partir de 01 de julho face aos novos contratos contratos.


 

Só Benfica “marcou” no Euro2016


Em termos de golos, entre os clubes portugueses representados na equipa portuguesa, só o Benfica “marcou” neste Europeu de França. No derradeiro dia de contrato com as “águias”, Renato Sanches marcou o seu único golo na competição, empatando, na altura, os quartos de final diante da Polónia. De resto, os golos portugueses distribuem-se pelo Real Madrid, de Espanha (3, Cristiano Ronaldo); Fenerbahce, da Turquia (3, Nani); Besiktas, Turquia (1, Quaresma); e Lille, de França (1, Éder)



O Benfica receberá cerca de meio milhão de euros (na ordem dos 487.500) pela cedência de Eliseu (279.500), em todo o Europeu, e de Renato Sanches (208.000) até ao final de junho, com a restante verba a pertencer, a partir de 01 de julho, ao Bayern Munique (71.500).

O mesmo ocorre com Nani, que valerá ao Valência 71.500 euros a somar aos 279.500 recebidos por André Gomes. O Borussia Dortmund também fatura 71.500 euros com a contratação de Raphael Guerreiro — que ainda ‘dá’ 208.000 ao Lorient. O Cagliari, pela contratação de Bruno Alves (ex-Fenerbahçe), também ganha com o sucesso português.

Besiktas (de Quaresma), Wolfsburgo (de Vieirinha), Lyon (de Anthony Lopes), Sporting de Braga (de Rafa), FC Porto (de Danilo) e Lille (de Éder, o autor do golo que deu o título europeu a Portugal) recebem cada 279.500 euros, a soma da diária de terem um jogador na seleção nesta fase final.


A UEFA destinou 150 milhões de euros a distribuir pelos clubes que cederam jogadores às 24 seleções que estiveram na fase final e às que participaram na fase de qualificação, fase em que a ‘diária’ cai para os 5.000 euros por jogador.

A soma da fase de qualificação ainda fará subir um pouco mais os valores e o número de clubes remunerados face ao acréscimo de outros jogadores que marcaram presença no apuramento, mas não estiveram na fase final, concluída no domingo em Saint-Denis, com a vitória de Portugal frente à França (1-0).

Estes valores e forma de distribuição resultam de um memorando de entendimento entre UEFA e a Associação dos Clubes Europeus (ECA) válidos para Euro2012 e Euro 2016.

Lindelof e Casillas reforçam cofres de Benfica e FC Porto


O Benfica e o FC Porto tem ainda um encaixe extra face à seleção nacional. As “águias” estiveram também representadas na equipa sueca pelo jovem defesa Victor Lindelof. Os “dragões”, na espanhola, pelo guarda-redes Iker Casillas, suplente de David De Gea.

O Benfica arrecada mais 162.500 euros pela participação de Lindelof no Europeu, onde a suécia se manteve até 22 de junho, eliminada logo na fase de grupos. O FC Porto recebe um pouco mais (195.000 euros) pela presença de Casillas porque a Espanha manteve-se em prova até 27 de junho, dia em que foi eliminada pela Itália, nos oitavos-de-final.

Compensações da UEFA pela participação de Portugal

  • Sporting (1,118.000 euros): Rui Patrício (279.500), William Carvalho (279.500), Adrien Silva (279.500) e João Mário (279.500);
  • Mónaco (559.000 euros): Ricardo Carvalho (279.500) e João Moutinho (279.500);
  • Real Madrid (559.000 euros): Pepe (279.500) e Cristiano Ronaldo (279.500);
  • Southampton (559.000 euros): José Fonte (279.500) e Cédric Soares (279.500);
  • Benfica (487.500): Eliseu (279.500) e Renato Sanches (208.000, 32 dias);
  • Fenerbahçe (416.00): Bruno Alves (208.000, 32 dias) e Nani (208.000, 32 dias);
  • Valência (351.000 euros): André Gomes (279.500) e Nani (71.500, 11 dias);
  • Besiktas (279.500): Ricardo Quaresma (279.500);
  • Lille (279.500): Éder (279.500);
  • Sporting de Braga (279.500): Rafa (279.500);
  • FC Porto (279.500): Danilo (279.500);
  • Wolfsburgo (279.500): Vieirinha (279.500);
  • Lyon (279.500): Anthony Lopes (279.500);
  • Dínamo Zagreb (279.500): Eduardo (279.500);
  • Lorient (208.000): Raphael Guerreiro (208.000, 32 dias);
  • Cagliari (71.500): Bruno Alves (71.500, 11 dias);
  • Bayern Munique (71.500): Renato Sanches (71.500, 11 dias);
  • Borussia Dortmund (71.500): Raphael Guerreiro (71.500, 11 dias).
Artigo seguinte