Última hora

Em leitura:

Governo português condena atentado de Nice

mundo

Governo português condena atentado de Nice

Publicidade

As reações ao massacre de Nice, a nível internacional, não se fizeram esperar. O governo português condenou o “atentado que ataca a França e os Europeus” e adiantou, nas redes sociais, que “a Embaixada e Consulados portugueses estão a trabalhar com as autoridades francesas.

Dos Estados Unidos foi John Kerry que condenou o ataque:

“Juntamo-nos à vossa manifestação do mais profundo repúdio pela impressionante carnificina que ocorreu em Nice. O problema é que vocês, eu e os outros ministros e líderes de países estrangeiros, fazemo-lo agora quase semanalmente”, referiu o Secretário de Estado dos EUA.

Também Vladimir Putin expressou solidariedade para com França até porque, refere o chefe de Estado, a Rússia sabe o que é o terror:

“Caro François, a Rússia sabe o que é o terror e as ameaças que ele cria. O nosso povo já enfrentou tragédias como esta e os russos sentem dor pelo que aconteceu. Têm simpatia e estão solidários para com o povo francês”, adiantou Putin.

A nova Primeira-ministra britânica também já reagiu. Theresa May diz estar em choque:

“Estou chocada e triste com o ataque horrível em Nice. Os nossos corações estão com o povo francês e todos aqueles que perderam entes queridos ou ficaram feridos. Temos de trabalhar com a França, e os nossos parceiros por todo o mundo, para defender os nossos valores e os da nossa liberdade”, afirmou May.

Nas redes sociais o Papa Francisco deixou também uma mensagem de pesar pelas vítimas. Já o Presidente português enviou uma missiva de condolências a Hollande e deixou “uma mensagem de amizade e coragem”, para os portugueses em Nice, “neste momento de dor”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte