Última hora

Hollande: "Estamos perante um combate que vai ser longo"

Depois de uma reunião de crise, François Hollande respondeu às críticas que se seguiram ao atentado desta quinta-feira, afirmando que “tinham sido tomadas todas as disposições…

Em leitura:

Hollande: "Estamos perante um combate que vai ser longo"

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de uma reunião de crise, François Hollande respondeu às críticas que se seguiram ao atentado desta quinta-feira, afirmando que “tinham sido tomadas todas as disposições (…), na medida do possível” para garantir a segurança das celebrações do 14 de julho em Nice. O presidente francês disse também que há meia centena de feridos em estado grave:

“Há cinquenta pessoas que estão ainda num estado de urgência absoluta, o que significa entre a vida e a morte. Entre estas vítimas há franceses, mas também muitos estrangeiros, incluíndo muitas crianças.”

“Estamos perante um combate que vai ser longo, porque temos um inimigo que vai continuar a atingir todos os povos e países que têm as liberdades como valores essenciais.”

“Trata-se de responder ao desafio que nos foi lançado e de o fazer de forma adequada, com todos os meios necessários.”

A França decretou três dias de luto nacional e Hollande prolongou por três meses o estado de emergência em vigor no país desde o ano passado.