Última hora

Em leitura:

Hollande: "Estamos perante um combate que vai ser longo"

mundo

Hollande: "Estamos perante um combate que vai ser longo"

Publicidade

Depois de uma reunião de crise, François Hollande respondeu às críticas que se seguiram ao atentado desta quinta-feira, afirmando que “tinham sido tomadas todas as disposições (…), na medida do possível” para garantir a segurança das celebrações do 14 de julho em Nice. O presidente francês disse também que há meia centena de feridos em estado grave:

“Há cinquenta pessoas que estão ainda num estado de urgência absoluta, o que significa entre a vida e a morte. Entre estas vítimas há franceses, mas também muitos estrangeiros, incluíndo muitas crianças.”

“Estamos perante um combate que vai ser longo, porque temos um inimigo que vai continuar a atingir todos os povos e países que têm as liberdades como valores essenciais.”

“Trata-se de responder ao desafio que nos foi lançado e de o fazer de forma adequada, com todos os meios necessários.”

A França decretou três dias de luto nacional e Hollande prolongou por três meses o estado de emergência em vigor no país desde o ano passado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte