Última hora

Em leitura:

Colaboradores da Uber queixam-se em tribunal da falta de benefícios sociais

empresas

Colaboradores da Uber queixam-se em tribunal da falta de benefícios sociais

Publicidade

Dois motoristas colaboradores da UBER no Reino Unido colocaram esta empresa revolucionária do setor dos transportes em tribunal devido à falta de benefícios sociais.

Os dois motoristas alegam que a UBER está a proceder de forma ilegal ao não lhes oferecer subsídios de férias e de baixa médica.

A UBER britânica defende-se e diz que mais de trinta mil motoristas de Londres com quem colabora já beneficiam da flexibilidade de poderem trabalhar apenas quando querem e de mesmo assim receberem em média mais do que ordenado mínimo: 7,20 libras/ hora (cerca de 8,5 euros/ hora).

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte