Última hora

Em leitura:

Falso alarme com suspeito de terrorismo, em véspera de Dia da Bélgica

A redação de Bruxelas

Falso alarme com suspeito de terrorismo, em véspera de Dia da Bélgica

Publicidade

Bruxelas viveu mais um momento de tensão, quarta-feira, quando foi detetado um homem com vestuário suspeito, mas tratou-se de falso alarme.

Desde os atentados terroristas na capital belga, em março, as forças de segurança tratam com seriedade todos os casos.

O ataque em Nice também está fresco na memória, sobretudo quando se fazem os preparativos para festejar o Dia da Bélgica.

“Não é que tenhamos medo, não é que queiramos mudar os nossos hábitos, mas é preciso levar em conta o que se passou. Nas ruas que conduzem aos locais onde decorrerão os festejos serão colocados blocos de cimento ou veículos para evitar que camiões possam ter acesso ou não é suposto”, disse à euronews Guido Van Wymersch, da polícia belga.

Além dos tradicionais desfiles militares e discursos políticos, o 21 de julho é sobretudo um momento de celebração popular nas ruas, com muitas atividades culturais.

Nacionais, expatriados e turistas juntam-se na cidade que acolhe as instituições da União Europeia.

Um empregado de bar entrevistado pela euronews disse que “as coisas começam lentamente, mas penso que vai haver um bom ambiente”.

Outro membro da animação referiu que “não se passa nada de especial, tudo corre normalmente. Os preparativos estão em andamento, os militares ocupam os seus postos. Vai estar-se em segurança, não haverá problema”.

Apesar do alerta amarelo em vigor há quatro meses, o segundo mais grave da escala, e dos recentes acontecimentos em França, o governo belga manteve todo o programa previsto, incluindo fogos de artifício.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte