Última hora

Em leitura:

Munique: Tiroteio não teve ligação a organizações terroristas internacionais

mundo

Munique: Tiroteio não teve ligação a organizações terroristas internacionais

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

As autoridades alemãs concluem que o tiroteio de Munique, de sexta-feira, que matou 9 pessoas e feriu outras 27, 10 com gravidade, não tem ligações a organizações terroristas internacionais.

O ministro alemão do Interior, Thomas de Maiziere, em conferência de imprensa, informou que desconhecem-se, ainda, os motivos que levaram Ali David Sonboly, um jovem alemão de 18 anos de ascendência iraniana, a disparar indiscriminadamente contra as pessoas, na capital da Baviera e que depois se suicidou.

“Em relação ao motivo deste ato, ainda não há resultados conclusivos. No entanto, sabemos que foi apreendido, no apartamento onde vivia, material indicando que ele se interessava por tiroteios. Até agora, não há pistas que liguem este crime a organizações internacionais de terrorismo”, informou o governante.

Depois de realizar buscas ao apartamento dos pais, onde vivia Ali, a polícia descobriu que o jovem teria problemas escolares e que era viciado em videojogos violentos.

As autoridades descobriram que o jovem tendia a glorificar autores de tiroteios em massa como Tim Kretschmer, um jovem de 17 anos que, em 2009, matou 15 pessoas numa escola em Winnenden, no sudoeste da Alemanha, ou o norueguês Anders Breivik que em 2011 assassinou 77 pessoas em Oslo e na ilha de Utoya.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte