Última hora

Em leitura:

Michele Obama une congresso democrata dividido

mundo

Michele Obama une congresso democrata dividido

Publicidade

Michele Obama teve o condão de unir o partido democrata no primeiro dia da convenção nacional. Perante muitos apoiantes de Bernie Sanders que não se conformam com o triunfo de Hillary Clinton nas primárias democratas, a primeira-dama passou diretamente ao ataque contra o candidato republicano, Donald Trump.

“Eu quero um presidente que ensine às nossas crianças que todos são importantes neste país. Um presidente que acredite na visão pela qual os nossos fundadores lutaram há muitos anos: que somos todos iguais, que cada um de nós é uma parte amada da grande história americana. Eu estou aqui, esta noite, porque sei que Hillary Clinton será esse presidente. É por isso que, nesta eleição, eu estou ao seu lado.”

Um discurso muito aplaudido por todos. Algo que não sucedeu com o outro grande orador da noite, o senador do Vermont, Bernie Sanders, que apesar de ter uma agenda bem mais à esquerda apelou ao voto na sua ex-adversária.

“Servi com Hillary Clinton no senado dos Estados Unidos e sei que é uma feroz advogada dos direitos das crianças, das mulheres e dos deficientes. Hillary Clinton será uma excelente presidente e estou orgulhoso de estar ao seu lado esta noite. Muito obrigado a todos.”

Palavras que não agradaram a muitos dos seus apoiantes. Alguns evocam agora a possibilidade de votar na candidata ecologista, Jill Stein, ou mesmo em Donald Trump.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte