Última hora

Em leitura:

Síria: Mais de 50 mortos em atentado do Daesh

mundo

Síria: Mais de 50 mortos em atentado do Daesh

Publicidade

Mais de 50 pessoas morreram e pelo menos 140 ficaram feridas após a explosão de um camião armadilhado na cidade síria de Qamishli, de maioria curda, perto da fronteira com a Turquia.

O atentado suicida foi reivindicado, através das redes sociais, pelo autoproclamado Estado Islâmico.

Em comunicado, o Daesh afirmou que o ataque foi realizado como “resposta aos crimes cometidos pelas forças aéreas da coligação” na cidade de Manbij, um bastião dos “jihadistas” na província de Alepo, no norte da Síria.

O número de mortes deve aumentar, devido à violência da explosão. De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, este foi o ataque mais mortífero nos últimos anos na cidade.

A organização explicou que o atentado teve como objetivo atingir dois edifícios governamentais (da Defesa e da Justiça) e foi executado pela autoproclamada Administração Autónoma curdo-síria, no distrito ocidental da cidade.

De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, registou-se uma segunda explosão num depósito de combustível.

Qamishli situa-se a norte da província de Al Hasaka e é considerada a capital da zona de administração curdo-síria.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte