Última hora

Em leitura:

Festival de Veneza arranca a 31 de agosto com a exibição do novo filme de Damien Chazelle

cinema

Festival de Veneza arranca a 31 de agosto com a exibição do novo filme de Damien Chazelle

In partnership with

“La La Land” de Damien Chazelle é o filme escolhido para a abertura do Festival Internacional de Cinema de Veneza, a 31 de agosto. Vinte filmes competem pelo Leão de Ouro.

A nova obra do realizador português Marco Martins é apresentada na secção Orizonti. “São Jorge” é descrito como um olhar sobre a intervenção da troika em Portugal.

Lançado em 1932, o Festival Internacional de Cinema de Veneza é um dos mais antigos do mundo. “Os grandes temas filosóficos e as questões existenciais regressam sempre ao cinema, direta ou indiretamente. Os realizadores distanciam-se da brutalidade da realidade e das notícias diárias. Não é uma forma de escapar ao mundo contemporâneo. É uma forma diferente de refletir sobre o mundo de hoje”, disse o diretor do festival, Alberto Barbera.

“The light between oceans” é outro dos filmes em competição em Veneza. Michael Fassbender e Alicia Vikander incarnam os papéis principais na película realizada por Derek Cianfrance.

Os primeiros dois episódios de “The Young Pope”, a minisérie de Paolo Sorrentino vão ser apresentados fora da competição. Jude Law incarna o papel de Pio XIII.

O festival será também palco de duas homenagens. “Abbas Kiarostami ensinou-nos a ver o cinema, a arte e fotografia de uma forma diferente, que alterou a nossa relação com a sétima arte. Michael Cimino estava a tentar mudar o cinema americano, quando não era impedido de se exprimir livremente”, disse o diretor do festival, Alberto Barbera.

O Festival de Veneza encerra a 10 de setembro com a projeção da longa-metragem “The Magnificent Seven”, de Antoine Fuqua, um remake de uma obra dos anos 60.

Artigo seguinte