Última hora

Em leitura:

Arménia: um polícia morto em cerco a esquadra policial

mundo

Arménia: um polícia morto em cerco a esquadra policial

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Um polícia foi morto este sábado por homens armados em cerco a uma esquadra de polícia na capital arménia, Erevan, depois de o serviço de segurança nacional ter avisado que abriria fogo pelas 16 horas locais se o grupo não depusesse as armas.

A 17 de julho, a esquadra da polícia foi cercada por homens armados pró-oposição que mataram um polícia e fizeram reféns.

Através de um vídeo, exigiam a libertação do líder da oposição Jirair Sefilian e a demissão do presidente Serzh Sarksyan.

13 dias depois, todos os polícias foram já libertados, mas o grupo armado, ainda com reféns feitos esta quarta feira, e que se identifica com o partido opositor Parlamento Constituinte, ganhou o apoio de milhares de cidadãos que saem às ruas todos os dias para expressar solidariedade.

A manifestação de ontem saldou-se em 165 detidos e mais de 60 feridos, depois de uma carga policial quando os manifestantes quebraram o cordão policial e se aproximaram da esquadra.

Para um enquadramento da origem do protesto, pode ler este artigo.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte