Última hora

Vladimir Putin visita a Eslovénia e faz crescer a tensão na UE

O presidente russo Vladimir Putin esteve hoje na capela russa localizada na base da montanha de Vrsic, perto da capital eslovena, Liubliana, na companhia do presidente da Eslovénia, Borut Pahor, para

Em leitura:

Vladimir Putin visita a Eslovénia e faz crescer a tensão na UE

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente russo Vladimir Putin esteve hoje na capela russa localizada na base da montanha de Vrsic, perto da capital eslovena, Liubliana, na companhia do presidente da Eslovénia, Borut Pahor, para assinalar o centenário dos soldados que ali pereceram na I Guerra Mundial.

A Eslovénia integra quer a União Europeia quer a NATO, mas mantém relações amigáveis com Moscovo, ainda que forçosamente apoie as sanções da União Europeia face à Rússia devido ao envolvimento do país no conflito da Ucrânia.

Em Vrsic, Putin sublinhou a amizade entre ambos os Estados, bem como “os esforços comuns pela paz e prosperidade”.

Na capela, e antes de inaugurar em Liubliana um monumento em honra dos soldados mortos na I e II Guerra Mundial, declarou: “Do fundo do meu coração, em nome da Rússia, no meu próprio nome, gostava de agradecer à Eslovénia e ao povo esloveno por tudo o que estão a fazer para manter viva a memória destas vítimas que, juntos, sacrificámos para atingir a vitória, não apenas na I Guerra Mundial, mas também na Segunda Guerra Mundial.”

A visita tende a ser vista pela União Europeia e pelos membros da NATO como uma tentativa de lobbying da Rússia junto dos países do sul e do leste pertencentes à UE e mais próximos de Moscovo, de modo a minar a posição de bloco e contornar as sanções impostas.

Junto à embaixada russa na Eslovénia houve protestos da parte de ucranianos anti-Putin paralelamente a uma outra manifestação pró-russa por ocasião da visita do presidente russo.