Última hora

Em leitura:

Michael Kiwanuka: Um negro num mundo branco

Cult

Michael Kiwanuka: Um negro num mundo branco

In partnership with

Michael Kiwanuka, que passou duas vezes por Portugal em 2012, tem um novo trabalho, ‘Love and Hate’. O primeiro single chama-se “Black Man in a White World”. Um tema que reflete a experiência do seu crescimento em Londres. O vídeo foi realizado pelo japonês Hiro Murai:

“Sinto que o “homem negro num mundo branco” é algo que ressoa, um pouco, nos dias de hoje. Obviamente, que escrevi sobre o que estava a acontecer na minha cabeça, mas estamos num momento interessante. Por isso, para algumas pessoas, haverá uma ligação.

Penso que é importante fazer arte e música que se liguem ao presente. Não fiz de propósito, mas é bom que seja relevante”, adianta o músico.

O segundo álbum de estúdio do cantor e compositor, que arrecadou já uma série de Grammys, foi gravado entre Los Angeles e Londres. O primeiro disco foi um sucesso o que faz aumentar a pressão:

“Sente-se a pressão por causa do primeiro álbum, mas a pressão só faz com que eu queira fazer um bom som. É difícil uma pessoa desfrutar da sua própria música, porque se está acostumado a ouvir a música de outras pessoas e é sempre melhor. Não importa o quão duro você trabalha, nunca vai soar tão bem quanto a música das pessoas que o inspiram. Por isso, é muito difícil. Às vezes acho que sou o meu maior crítico”, desabafa o cantor.

Satisfeito com o seu trabalho, para lá da autocrítica, o músico sonhava já alto:

“Estou feliz por ter saído. Seria fantástico se chegasse a número 1, dos álbuns, mas o mais importante é a cereja no topo de bolo, ou seja, o facto de já estar cá fora”, diz.

O sonho que se torna realidade. “Love and Hate” é número 1 no Reino Unido.

A 23 de julho o músico inicia uma digressão pela Europa. Para já não está prevista passagem por Portugal.

Artigo seguinte