Última hora

Última hora

Didi Chuxing compra operações da Uber China e confirma ambições globais

A Didi Chuxing confirmou a compra de operações da Uber China e confirmou as ambições globais.

Em leitura:

Didi Chuxing compra operações da Uber China e confirma ambições globais

Tamanho do texto Aa Aa

Com Reuters e Xinhua

  • Didi Chuxing confirma compra de operações da Uber China

* A nova companhia poderia valer mais de 30 mil milhões de euros

* Espera-se que a Uber China detenha 20% das ações nova empresa

* A Didi Chuxing deverá investir também quase mil milhões de euros na Uber fora do mercado chinês

A chinesa de transportes Didi Chuxing comprou as operações da Uber China, numa decisão que põe termo à crescente e cada vez mais tensa concorrência entre as duas empresas no mercado chinês.

Segundo a agência de notícias Xinhua, ambas as companhias gastaram milhões de euros na China para atrair clientes.

O acordo foi avaliado em mais de 30 mil milhões de euros por uma fonte contactada pela agência Reuters. A Didi Chuxing tem um valor de mercado superior a 25 mil milhões de euros e a Uber China conta com um valor superior a 6 mil milhões de euros. Apesar da confirmação oficial relativamente à operação por parte da Didi Chuxing, não houve qualquer menção da companhia relativamente ao valor do negócio.

A operação supõe que a Uber Technologies, com sede em São Francisco, no estado norte-americano da Califórnia, receberá 5,89% das ações da Didi.

No entanto, a Uber continuará a operar de forma independente, para que, segundo um comunicado da Didi, “ a industria dos transportes possa beneficiar de um período positivo e um elevado nível de desenvolvimento.”

A Uber opera em mais de 60 cidades chinesas, o que se traduz em mais de 40 milhões de viagens por semana. Mas o mercado chinês tem vindo a revelar-se como algo difícil para empresa com sede nos Estados Unidos, onde realiza uma parte importante dos seus lucros.

Ambições globais, alianças locais

Os analistas dizem que a Didi deseja, com a operação, expandir-se no mercado internacional. É bem possível que a empresa chinesa procure, num futuro próximo, trabalhar em conjunto com outras empresas para crescer noutros mercados nacionais. Uma opinião confirmada com um anúncio feito pela empresa, mencionando a vontade de marcar presença em mercados como Hong Kong, Taiwan, Macau, Japão, Coreia do Sul, mas também Rússia e Europa.

A Didi já investiu quase 100 milhões de euros na Lyft, a grande rival da Uber nos Estados Unidos e formou uma aliança com a Ola, na Índia e sudoeste asiático.