Última hora

Em leitura:

Reino Unido: Tribunal condena a prisão perpétua somali que tentou degolar passageiro no metro

mundo

Reino Unido: Tribunal condena a prisão perpétua somali que tentou degolar passageiro no metro

Publicidade

Um tribunal britânico condenou a prisão perpétua o homem que, em 2015, tentou degolar um passageiro no metro de Londres.

Muhaydin Mire, de 30 anos e originário da Somália, disse que tentou esfaquear o músico Lyle Zimmerman, de 56 anos, “pelos irmãos sírios”.

O tribunal emitiu a sentença, esta segunda-feira, depois de um júri ter considerado, em junho, o homem como culpado.

Mire sofre de esquizofrenia e vai cumprir a pena no hospital psiquiátrico de alta segurança de Broadmoor, onde já se encontra detido para tratamento.

O somali terá de cumprir um mínimo de oito anos e meio. Após esse período pode pedir uma libertação antecipada.

O ataque ocorreu a 5 de dezembro de 2015 na estação de metro de Leytonstone, em Londres.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte