Última hora

Em leitura:

Vitaly Stepanov acusa Comité Olímpico Internacional de fugir à responsabilidade

Desporto

Vitaly Stepanov acusa Comité Olímpico Internacional de fugir à responsabilidade

Publicidade

Enquanto Vitaly Stepanov acusa o Comité Olímpico Internacional (COI) de fugir às suas responsabilidades ao não banir a Rússia do Rio2016, o presidente do comité, Thomas Bach, defende a decisão. Stepanov e a atleta russa Yulia Rusanova, sua mulher, estiveram na origem, em 2014, do escândalo de dopagem russo:

“Não podemos presumir a inocência de todos os atletas russos. Por outro lado, não podemos privar um atleta do direito humano de provar a sua inocência. Não podemos punir um ser humano pelas falhas do seu governo se ele ou ela não estiver implicado, ou implicada. Estes princípios estão agora a ser implementados.”

O veredicto do painel escolhido pelo Comité Olímpico Internacional para decidir o futuro dos desportistas russos deverá ser conhecido esta noite. Entretanto, a Federação Internacional de Natação reconsiderou a decisão de banir os russos Nikita Lobintsev e Vladimir Morozov, depois da Agência Mundial Antidopagem dos Estados Unidos, país onde treinam os nadadores, ter dito que não há impedimentos à sua participação.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte