Última hora

Em leitura:

Aeroporto de Dubai reabre depois de incêndio durante aterragem de avião da Emirates

mundo

Aeroporto de Dubai reabre depois de incêndio durante aterragem de avião da Emirates

Publicidade

O aeroporto de Dubai retomou as operações depois de várias horas encerrado na sequência do aparatoso “acidente” durante a aterragem de um Boeing 777-300 da companhia Emirates. Apesar das imagens espetaculares, o incidente não fez vítimas a bordo do aparelho, que transportava 282 passageiros e 18 tripulantes. No entanto, um bombeiro perdeu a vida no combate às chamas.

O presidente do grupo Emirates garantiu que “o avião tinha todas as inspeções em dia”. Ahmed ben Said al-Maktoum, que durante a conferência de imprensa excluiu a eventualidade de “um incidente de segurança”, também confirmou ter havido apenas “uma baixa, um dos bombeiros que trabalha para o Aeroporto Internacional de Dubai”.

Segundo o responsável da Emirates, o incêndio a bordo só começou depois da aterragem do aparelho, proveniente do sul da Índia. As causas do incidente estão ainda por clarificar.

Entre os ocupantes houve 13 feridos ligeiros, mas nenhuma hospitalização.

Um dos passageiros que seguia a bordo diz que a tripulação não parecia “ter experiência neste tipo de situações e, portanto, não sabia bem o que fazer, mas abriu rapidamente as portas, permitindo a evacuação”. E, questionado sobre se havia fumo no interior do avião, afirma que “sim”.

O aeroporto de Dubai é um dos mais movimentados do mundo e o incidente com o Boeing da Emirates obrigou à interrupção de todas as ligações aéreas durante quatro horas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte