Última hora

Em leitura:

Manifestantes silenciados na Etiópia

mundo

Manifestantes silenciados na Etiópia

Publicidade

Pelo menos 104 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas na Etiópia durante o fim de semana, depois das forças de segurança terem reprimido as manifestações contra o governo no centro e norte do país.

A denuncia é feita pela Amnistia Internacional que acusa a polícia de não ter olhado a meios para silenciar os manifestantes.

De acordo com a organização não-governamental só na cidade de Bahir Dar, no norte do país, terão sido mortos 30 manifestantes, em apenas um dia.

Os etíopes saíram à rua para protestar contra os abusos, detenções e perseguições de que estão a ser vítimas os ativistas e os opositores políticos. Um protesto convocado através das redes sociais, entretanto, bloqueadas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte