Última hora

Em leitura:

Índia: Ativista termina greve de fome de 16 anos

mundo

Índia: Ativista termina greve de fome de 16 anos

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Irom Sharmila termina a greve de fome de 16 anos.

A ativista indiana colocou fim ao protesto iniciado em 2000 contra uma lei que permite ao exército atuar à margem do sistema judicial na região nordeste da Índia

Sharmila era alimentada à força, por uma sonda nasal, no hospital-prisão Jawaharlal Nehru, em Imphal, capital do estado de Manipur. A ativista decidiu candidatar-se, como independente, às eleições de 2017.

“Sou personificação real da revolução, e eu quero ser a Ministra Chefe de Manipur. A coisa mais importante a fazer será a revogação desta lei draconiana”, informa Sharmila.

A “Dama de Ferro de Manipur”, como é apelidada, iniciou a greve de fome em 2000 depois de dez pessoas terem sido assassinadas, pelo exército, na povoação de Malom.

Irom Sharmila tem sido mantida sob custódia policial, por tentativa de suicídio, considerado crime na Índia.

Sharmila informou que foi libertada sob caução, após um acordo escrito.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte