Última hora

Em leitura:

Rio2016: Os últimos Jogos Olímpicos do homem mais rápido do mundo

mundo

Rio2016: Os últimos Jogos Olímpicos do homem mais rápido do mundo

Publicidade

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro serão os últimos do homem mais rápido do mundo.

O velocista jamaicano, Usain Bolt, venceu os 100 metros, os 200 metros e estafeta 4×100 metros, em Pequim, em 2008, e quer voltar a tentar a proeza.

Bolt é o único atleta na história do atletismo a vencer as três modalidades, em dois Jogos consecutivos e a conquistar seis medalhas de ouro em provas de velocidade. Sagrou-se onze vezes campeão do mundo.

O jamaicano quer deixar a fasquia bem alta.

“Esse é um dos meus maiores objetivos. Penso que isso é o mais difícil de fazer, de bater o recorde do mundo, e tentar correr em menos de 19 segundos. É esse o meu foco. Por isso, vou dar o meu melhor. Sim, para mim este será o fim dos meus dias Olímpicos, definitivamente. Assim, teria feito o que quis, teria colocado a fasquia tão alta quanto quis e resume-se tudo a continuar a seguir em frente, fazer, apenas, mais uma temporada e vamos ver o que o futuro me reserva”, diz o jamaicano.

Quanto ao futuro pessoal, Usain Bolt, não sabe ainda como será mas o homem mais rápido do mundo espera, no entanto, que o desporto seja mais “limpo”, numa referência clara ao escândalo de doping que envolveu o Comité Olímpico Russo.

Usain Bolt, corre o risco de perder uma das suas medalhas de ouro na estafeta por controlo positivo a um dos elementos da equipa, Nesta Carter, nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte