Última hora

Rússia propõe trégua diária de três horas em Alepo

Os combates têm-se intensificado em redor de Alepo, depois de os rebeldes terem rompido o cerco mantido pelo regime desde há 4 anos.

Em leitura:

Rússia propõe trégua diária de três horas em Alepo

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia propôs uma trégua de três horas por dia na zona de Alepo, para permitir às colunas de ajuda humanitária chegar à segunda maior cidade síria.

Os combates têm-se intensificado em redor de Alepo, depois de os rebeldes terem rompido o cerco mantido pelo regime desde há 4 anos.

Diz o ministro russo da Defesa, Serguei Rudskoy: “Apoiamos a proposta da ONU de organizar uma supervisão conjunta da entrega de ajuda humanitária a Alepo através da estrada de Castello. Os nossos peritos militares estão a trabalhar com os representantes da ONU e com os colegas americanos”.

Segundo a Reuters, o primeiro dia de trégua não foi cumprido.

A ONU responde que a proposta russa é insuficiente e que são precisas pelo menos 48 horas para que um número mínimo de camiões possa entrar na cidade.

Segundo a Rússia, principal aliada de Bashar el-Assad, as baixas nas tropas rebeldes, só nos últimos quatro dias, elevam-se a mil mortos e mais de dois mil feridos. Há centenas de milhares de civis encurralados em Alepo. Dois milhões de pessoas estão privadas de água há quatro dias.