Última hora

Em leitura:

Síria: Daesh rapta civis antes de abandonar Manbij

mundo

Síria: Daesh rapta civis antes de abandonar Manbij

Publicidade

As Forças Democráticas da Síria assumiram o controlo da cidade de Manbij, um dos últimos bastiões dos radicais do Estado Islâmico.

Apoiada pelos Estados Unidos, a aliança que integra milícias curdas e grupos rebeldes árabes está, agora, de olhos postos em Raqqa, a sede de operações do grupo radical.

Para recuperar a cidade situada no corredor que liga Raqqa a Alepo, no norte da Síria, foram precisos cerca de dois meses e meio. Os habitantes não escondem a emoção.

Cerca de 2 mil pessoas terão sido mortas durante os combates.

De acordo com Organizações Não Governamentais, os militantes do autoproclamado Estado Islâmico abandonaram a cidade rumo a norte, depois de terem raptado 2 mil civis que estarão a servir de escudo humano.

O Observatório Sírio dos Direitos Humano garante que centenas terão sido, entretanto, libertados.

Desde 2011 já morreram na Síria mais de 290 mil pessoas. Milhões foram obrigadas a fugir à fome e à violência.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte